Arquivos do Blog

Nhoque da Fortuna

Hoje o dia começou animado aqui na repartição. Tudo por conta do dia 29 de fevereiro, dia de São Pantaleão. Segundo a lenda, o Santo vestiu-se de andarilho e, ao entrar em uma casa de uma família muito pobre, foi oferecido a ele um prato de nhoque. Mas era tão pouco que foi dividido, resultando em sete nhoques para cada pessoa. Depois de comer, o santo foi embora . Quando a anfitriã retornou, encontrou uma fortuna debaixo da mesa.

Portanto, hoje é dia de comer o Nhoque da Fortuna! Pelo que me explicaram, você tem que comer os sete primeiros nhoques fazendo um pedido para cada. Depois pode saborear o restante. Porém, antes de se iniciar a comilança, é preciso colocar uma nota de qualquer valor embaixo do prato.

Mas, assim como no ano novo, acredito que para a simpatia dar certo temos que fazer uma boa oferenda. Explico. Na virada do ano todo mundo joga flores, sabonetes, perfumes e champagne para Iemanjá. Já repararam que no dia seguinte a praia está uma sujeira só? É claro, ela recusou todos aqueles presentes. Não vai achando que é só ir até a Praia Grande, comprar uma Sidra Ceresér, um sabonete qualquer e uma Alfazema que vai conseguir ter aquele emprego que sonhou ganhar na mega-sena e trazer a pessoa amada de volta. Com o Nhoque da Fortuna é a mesma coisa. Quer ficar rico? Coloca uma nota de 100 Euros embaixo do prato. Ou você acha que colocando dois reais embaixo do prato, São Pantaleão vai perder o tempo dele atendendo seus pedidos?

 Eu já saquei uma onça e vou deixar ali bonitinha… Vai que funciona!

Anúncios

As Festas e Promessas de Final de Ano!

Estamos no último mês do ano, e agora todo aquele clima de festa, espírito natalino, panetone e presentes toma conta de todo mundo. Os amigos-secretos da empresa, da família, dos amigos. As festas de confraternização com os amigos do futebol, da repartição e todo aquele script que todo ano se repete. Agora é aquela hora que todos são mais humanos, afinal compram uma Sidra para o porteiro, para o faxineiro e acreditam que fizeram o dever do ano. Todos esperam solidariedade, compaixão, carinho, paz e tudo que este período proporciona.

Sem contar nos preparativos para a virada do ano, agora começam as retrospectivas, as listas de melhores e piores de 2010, é lista para cá, lista para lá. As promessas também não podem faltar, “Ano que vem entrarei na academia, farei uma pós-graduação, mudarei de emprego, trocarei o carro, não tomarei mais refrigerante, farei caminhadas, almoçarei só salada, levarei o cachorro para passear, e as crianças para visitar a vovó no interior aos finais de semana, e blá blá blá…” Quando chega à meia-noite, você está vestido com todas as cores do arco-íris, azul, amarelo, verde, vermelho por cada um representa um pedido. Uma roupa intima também vai a calhar, mulheres geralmente vermelho, para arrumar uma paixão, homens com qualquer uma. Ai vem as sementes de romã, a lentilha, a uva verde, as sete ondas, as flores, sabonetes e perfumes para Iemanjá e faz todas as coisas ao mesmo tempo pulando com o pé direito e firmando o pensamento para dar certo.

Todos esses ritos de passagem poderiam funcionar se a mudança começasse internamente. Mudando nossa postura, comportamento, forma de agir e de pensar. Por isso neste ano que irá se iniciar, meu único pedido será uma quantidade maior de horas.

Quero hora de sorrir, hora de chorar, hora de estar com os amigos, de compartilhar as alegrias, dividir as tristezas, superar as angustias, somar os carinhos. Quero à hora da felicidade, de viver intensamente, de se apaixonar, de se desiludir, de se deixar levar, de traçar objetivos, de lutar por ideais. Hora de mudar o mundo, hora de o mundo me mudar, hora de apanhar, hora de bater. Hora, hora e hora. Está e a hora da mudança, de sair da inércia, de girar a roda da vida. De fazer um mundo novo, não para os outros, mas para você!

%d blogueiros gostam disto: