Arquivos do Blog

Inspiração. E minha conversa com Deus!

 

Quando me encontrar com Deus frente a frente, terei uma série de perguntas para fazer praticamente um interrogatório. Nada daquelas coisas triviais que grande parte das pessoas querem saber. “De onde viemos? O que somos? Para onde vamos? Onde está Ulysses Guimarães?”. Estou listando todas para não esquecer, afinal de contas à emoção será grande, ficar tête à tête com O Criador de tudo, posso esquecer alguma coisa. Creio que tudo que existe neste mundo foi ele quem permitiu ser criado, como a Coca-cola, o chocolate, o controle remoto, coisas que todo mundo gosta, mas também tem coisas sem utilidade alguma, como por exemplo, o guarda-chuva, o aparelho de fax ou muito pior, para que serve o raio da Álgebra?

Mas neste meu papo com O Divino, além destas perguntas quero fazer algumas sugestões para um mundo melhor. Nada de todo mundo rico, com saúde, paz, pois creio que não estamos aqui a passeio. Mas algo para facilitar as nossas vidas. Algo que de um colorido especial ao nosso dia a dia. A Inspiração!

Precisamos dela para tudo, e há buscamos em todos os cantos, lugares, pessoas, ora encontrando-a ora não, e nessas horas bate aquele desespero. Estou a dias buscando algo para escrever neste espaço. Rabisco coisas aqui e ali, leio livros, ouço música, fico em silêncio, meditação em posição de lótus, e NADA. Parece que a danada fugiu sem deixar recado, nem avisando se iria voltar. Logo agora, que eu estou precisando tanto dela. Senti-me usado, traído, largado a minguas. Chegou me consumiu durante dias e partiu.

Toda noite, antes de dormir, sempre tento bater um papo com ele, O Senhor, peço encarecidamente que eu a encontre em algum lugar, em uma frase, um pedaço de música, qualquer coisa. Mas parece que não estou fazendo da maneira correta, ou que ele não quer me atender de forma alguma. Por isso cheguei a esta conclusão. Quando tiver a oportunidade de trocar “umas idéia” com O Criador, pedirei a ele que permita que a Inspiração seja vendida no supermercado. Em diversas quantidades, por quilo, ou litro, em pacote ou unitário. Que ela fique ali na prateleira, ao lado dos temperos, perto da maionese. Para quando abrirmos a geladeira, ao lado das cervejas ela esteja lá, ao nosso alcance, para que possamos devorá-la, consumi-la. Pense como seria lindo, acordar de manhã, ligar a tevê e ver a Ana Maria Braga dizendo: – “Acoooorda menina, hoje em nosso programa vamos ensinar uma receita de Inspiração Di-vi-na!” Ok isso já é exagero da minha parte.

Seria muito útil para todo mundo, nada mais bonito do que ver um trabalho feito de coração, ler algo que foi escrito pela alma, Sentir o peso das palavras, da mensagem, captar o que ela realmente quer dizer. O mundo seria um lugar tão mais bonito. Tão mais calmo, tão mais vivo.

Mas enquanto esse dia não chega, eu continuo atrás dela. E por um acaso ela não está ai com você?

 

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: