Arquivo da categoria: Música

Show do The XX no SXSW!

Garimpando pelo youtube, encontrei um show que o The XX fez no SXSW 2011 ( South by Souwest) maior festival Indie do planeta, que acontece todo ano na cidade de Austin, no Texas.

Para mim uma das melhores bandas que apareceram nos últimos anos, o talentosíssimo Jamie XX produz todas as músicas com uma personalidade absurda no auge de seus 22 anos. Em alguma coluna do Lúcio Ribeiro, ouvi uma expressão por ele citada que adorei, para definir o estilo de som dos XX’s classificando-o como a “revolução do silêncio”. Música para ouvir baixinho, aproveitar cada compasso e se deixar levar pela melodia!

Vale conferir esse delicioso show!

Anúncios

Música da Madrugada!

Sempre que me lembrar, postarei uma música aqui antes de dormir!

Será a Música da Madrugada! Geralmente o que eu estiver ouvindo antes de dormir!

 

Armistice

Dahlias they come from me
A promise to get well
That ain’t working thinking that you’re no good
Don’t worry ‘cuz I’m not the kind that kiss and tell
No Dahlias and Cherry-trees,
I don’t recall them anyway
Some lovers know it ain’t gonna wear out
To each his own the same
Look what you wasted
When the lights are cutting out
And I come down in your room
Our daily compromise
It is written in your signed armistice
And when the lights are cutting out
And I come down in your room
Well well decide as always
Here is your signed armistice
It’s time to follow, not to heat it up
Requesting this plane is a propeller
In the middle of the course when ambitions are low
Head-on close, hang on before you lose control
The octagon logo had to rip it up
The semaphore message on your lips
Some lovers know it ain’t gonna wear out
To each his own the same
What else is wasted ?
When the lights are cutting out
And I come down in your room
Our daily compromise
It is written in your signed armistice
And when the lights are cutting out
And I come down in your room
Well well decide as always
Here is your signed armistice
For lovers in a rush
For lovers always
Foreign lovers in a rush
Keeping promises
For lovers in a rush
For lovers always

Brasilidade

Neste final de semana gravei mais uma mixtape, só com cantores e bandas brasileiras. Algumas figuras já conhecidas, como Céu e Curumin, outras que estão despontando agora como Sabonetes e Thiago Pethit. Tem muita coisa boa para conferir, como o Hurtmold, banda que está presente nos projetos individuais de Marcelo Camelo, com sua pegada instrumental que flutua entre o jazz o punk rock e funk americano. Tem também Pequeno Cidadão, projeto de Arnaldo Antunes e Edgar Scandura e seus pimpolhos, e a meiga Tulipa Ruiz com sua voz doce e suave.

Espero que gostem!

 

01 – Thiago Petit – Mapa Mundi

02 – Tulipa Ruiz – Efêmera

03 – Céu – 10 Contados

04 – Curumin(Part.Especial: Arnaldo Antunes) – Sertão Urbano

05 – Hurtmold – Mike Tyson

06 – Mombojó – Casa Caiada

07 – Móveis Coloniais de Acaju – O Tempo

08 – Sabonetes – Hotel

09 – Copacabana Club – Just Do It

10 – Pequeno Cidadão(Killer On The Dancefloor remix) – O X

 

Mulheres que fazem minha cabeça!

Passei este fim de semana separando algumas músicas, tentei achar um tema para a “estreia” nas mixtapes. Mostrar o que se gosta de ouvir de uma força aleatória não causa o impacto que você gostaria que causasse para quem está ouvindo pela primeira vez. Afinal de contas você já está familiarizado com aquele tipo de música. Por isso foi um trabalho cansativo mas muito prazeroso, adoro mostrar a todo mundo aquilo que ouço diariamente.

Desta forma decidi por um tema recorrente em minha vida: MULHERES.

Separei algumas que com suas vozes doces, suaves, agressivas, belas, me encantam. Apreciem e vejam a beleza do sexo feminino assim como eu vejo.

 

01 – Céu – Lenda

02 – Marisa Monte – Não É Proibido

03 – Joss Stone – Baby Baby Baby

04 – The Gossip – Stand In The Way Of Control

05 – Amy Winehouse – Fuck Me Pumps

06 – She & Him – I Was Made For You

07 – Tulipa Ruiz – Às Vezes

08 – Adele – Chansing Pavements

09 – Florence and The Machine – Hurricane Drunk

10 – The XX – Shelter

Por hoje é isso!

Essa música resume muito bem o dia de hoje!

 

Happiness hit her like a train on a track
Coming towards her stuck still no turning back
She hid around corners and she hid under beds
She killed it with kisses and from it she fled
With every bubble she sank with her drink
And washed it away down the kitchen sink

The dog days are over
The dog days are done
The horses are coming
So you better run

Run fast for your mother, run fast for your father
Run for your children, for your sisters and brothers
Leave all your loving, your loving behind
You cant carry it with you if you want to survive

The dog days are over
The dog days are done
Can you hear the horses?
‘Cause here they come

And i never wanted anything from you
Except everything you had and what was left after that too, oh
Happiness hit her like a bullet in the head
Struck from a great height by someone who should know better than that

Tudo que perderei em 2011!

O Ano começou agitado para aqueles que assim como eu, tem bom gosto musical. Por isso decidi postar aqui todos os shows que eu irei perder no decorrer deste ano. Afinal de contas eu faço parte da base da pirâmide social/econômica. A plebe, o proletariado. Não conseguirei ir a todos os shows, festivais e baladas que eu gostaria. Por isso listarei todos aqui para que quando chegar dezembro, e a Simone aparecer mais uma vez cantando aquela maldita música, eu decida cortar os pulsos. Na próxima vida, quero ter mau gosto, gostar de pagode, axé, funk sai muito mais barato, afinal de contas, quanto de custar um “show” da Gaiola das Popozudas, ou do Asa de Águia, ou pior, do Jeito Moleque?

Ok, tudo pode mudar, caso eu arrume um emprego que me pague 10mil reais por mês ou ganhar na mega-sena. Até lá continuo preenchendo a minha lista, mês a mês. Vamos a ela:

 

Janeiro

Summer Soul Festival – Amy Winehouse, Janelle Monáe e Mayer Hawthorne.

 

Meca Festival – Vampire Weekend, Two Door Cinema Club.

 

D-Edge (SP) –  Ricardo Villalobos

 

Fevereiro

 

No Mondays – LCD Soundsystem

 

D-Edge (SP) – Booka Shade e Trentemoller

Evaporar

Quando faltam palavras!

 

 

 

Música. Um dos deuses mais lindos!

 

Concordo com aquele tal de Nietzsche quando disse “Sem a música, a vida seria um erro”. Acho a música um dos deuses mais bonitos existentes neste mundo, tamanho sem poder de influencia sobre nós pobres mortais. Quem nunca acordou, ligou o rádio e saiu dançando de pijama pela casa? Quem nunca teve uma trilha sonora, enquanto namorava? Ou então colocou aquela música e saiu por ai cantando a plenos pulmões enquanto dirigia? Somente ela consegue nos fazer passar esse tipo de vergonha e ainda nos da à sensação de prazer. Faz o nosso cérebro receber a mensagem e liberar dopamina como se tivéssemos devorando uma barra de chocolate, ou uma coca-cola gelada depois de caminhar por horas ao sol.

Não importa o gênero, o estilo, pode ser Funk, pode ser Rock, pode ser Blues, Sertanejo, Bossa-nova, sempre abriremos aquele sorriso no canto dos lábios quando ouvimos aquela, aquela que só você sabe o motivo, mas te faz tão bem.

Vivo por música, e isso não é mentira, já acordo cantando alguma coisa e quando vou dormir, o fone está no ouvido. Sempre que ouço determinadas palavras algum trecho de música me vem à mente, e para cada pessoa que conheço tenho uma determinada música que me faz lembrar dela, ou de uma situação que vivenciamos. Algumas pessoas, claro possuem mais de uma música. Fases da minha vida são embaladas por música.

Já fui Rap, Rock, Reggae, Samba, sou crente. Crente que os deuses da música rogam por mim, por nós, por todos aqueles que param para ouvi-los, escutar suas palavra, pois cada acorde, cada nota que me invade é como uma benção. Os shows são como cultos, regidos por seus anjos enviados a Terra que em cima dos palcos da vida nos transmitem a boa nova, nos tranqüilizam e acalmam nossa alma. Os aplausos o amém.

E assim continuo fazendo a minha trilha sonora.

Contabilizando 2010

Mais uma vez volto para falar de final de ano. Como sou viciado em música acompanho todas as listas especialidades, “melhores/piores do ano”, “capas de discos”, “quais as promessas para o ano que se inicia”, “o que escutar” e toda essa enxurrada de noticias que nos brindam neste mês de dezembro.

Quero também fazer a minha lista, listar tudo que levarei deste ano e no final o que me embalou durante estes até agora, 350 dias até o momento, tudo que tocou no meu Ipod, bandas novas e velhas passaram por aqui, sons clássicos e outros fresquinhos alguns do underground e outros de gosto populares. Ouvi muita coisa boa este ano, mas as “Cinco que mais tocaram relacionarei no final do texto”.

Mas voltando a minha pequena lista, foram 6,897 twittadas (acho o twitter a melhor rede social do momento), novas amizades conquistadas, antigas refeitas e outras tranqüilizadas. O blog agora está com 23 posts, 19 comentários e mais de 200 pessoas já passaram por aqui (olha que era apenas um espaço para desabafar, e divagar, prometo que continuará assim). Ganhei novos machucados na pele, muitas cicatrizes, algumas internas. Em média foram 11horas online por dia, o que dá quase 3850hs ao longo deste ano. Um vicio que não me impediu de aproveitar a vida. Algumas idas a praia, finais de semana no interior com a família, baladinhas poucas mas divertidas, shows também, mas bons, lembro de Cachorro Grande, Lobão, Mombojó dos nacionais, Planeta Terra com Phoenix e Massive Attack nos interernacionais. Perdi a maioria, tentarei não perder no próximo ano, mas essa é uma promessa para 2011 (xiiii já falei sobre isso outro dia…).

E vamos a minha lista:

Trepax – Rainbow (Naji Nahaz Remix)

Passion Pit – Sleepyhead

Stereophonics – Maybe Tomorrow

Phoenix – Countdown

Air – All I Need

 

%d blogueiros gostam disto: