Cavar!

Decidi cavar um buraco e nele me enterrar,

Mas antes o fundo do poço desejei encontrar.

Joguei muita terra para cima, até o sol não mais enxergar.

Mesmo assim não estava satisfeito, e pá atrás de pá eu tratei de cavar.

Silêncio. Nenhum bicho a grasnar.

Acho que agora o caminho consegui alcançar.

Um lugar no mundo, mudo. Onde não há ninguém a falar.

Foi esse silêncio que vim buscar.

Senhor diabo, faça o favor de me dar.

Aceito minha alma trocar.

Só por um momento me faça escutar.

O tique-taque do relógio a rodar.

Sei que isso está parecendo a velha a fiar,

Mas para algum lugar esse buraco terá que me levar.

Anúncios

Sobre thiagoboituva

Feito de frases de efeito, clichês e pieguisses em geral.

Publicado em 4 de março de 2012, em Surtos e marcado como , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: