Arquivo mensal: outubro 2010

Filmes da Mostra Internacional que pretendo assistir

Um dos eventos realizados em São Paulo que mais gosto, é a Mostra Internacional de Cinema. Este ano em sua 34º edição, serão mais de 400 títulos entre filmes e documentários de todas as partes do mundo.

Não sou um cinéfilo, muito menos crítico, mas gosto desta manifestação de arte, que é o cinema. Fiz uma pequena lista, com os filmes que tentarei assistir. Alguns eu tive que deixar de fora pelo horário de exibição, já que a Mostra começa dia 22 (sexta agora) e termina dia 04 de novembro, e alguns filmes fazem parte da programação da tarde.

Algumas produções nacionais me chamaram a atenção, fugindo daquele tema já batido, violência urbana, vida sofrida no sertão e afins.

Peguei a sinopse de cada filme, o país de origem e no final o link com os horários e cinemas que serão exibidos:

A Mulher Invisível – (França) – Lili tem um problema raro: de vez em quando ela fica invisível e, mesmo que sua habilidade mágica seja às vezes útil, tornou-se um fardo para ela. As pessoas à sua volta ficam intrigadas com seus desaparecimentos repentinos e a vêem como distraída, ausente e irritante. Lili acredita que as pessoas a ignoram e olham para ela como se não estivesse ali. Mas seu problema é maior do que parece.

A Sociedade Do Semáforo – (França, Colômbia) –  Ao aplicar todo o seu conhecimento em eletricidade e eletrônica, Raúl Tréllez, um mendigo que vive nas ruas do centro de Bogotá, luta para controlar o tempo do sinal vermelho para que malabaristas, aleijados e moradores de rua consigam mais tempo para seu shows.

A Cidade Abaixo –  (França, Alemanha) – Um homem e uma mulher se encontram em uma galeria de arte e compartilham um momento fugaz de atração, mas nenhum deles toma iniciativa. Dias depois, os dois estranhos (ambos casados) se encontram por acaso, resolvem tomar um café juntos e brincam com o inexplicável fascínio que sentem um pelo outro. Svenja está em um quarto de hotel com Roland, mas não consegue consumar o caso. Roland é um poderoso executivo do banco onde o marido de Svenja trabalha e arquiteta a transferência dele para a Indonésia para substituir um gerente recém-assassinado. Sem saber das ações de Roland, Svenja deixa de resistir.

Boca do Lixo – (Brasil) – Oriundo de uma família de classe média alta, Hiroito de Moraes frequentava a Boca do Lixo, região de prostituição no centro de São Paulo dos anos 50 e 60, apenas como boêmio em busca de aventuras sexuais. Até que uma tragédia pessoal provoca uma mudança em sua vida: seu pai é violentamente assassinado e ele é acusado pelo crime. Dois meses depois, Hiroito compra dois revólveres, muda-se para a Boca e rapidamente se transforma em um dos bandidos mais procurados pela polícia da época. Adaptado da autobiografia de Hiroito de Moraes Joanides.

Bróder – (Brasil) – Macu, Jaiminho e Pibe seguiram caminhos bem diferentes. Jaiminho conquistou sucesso, fama e dinheiro ao tornar-se jogador de futebol. Pibe trabalha duro como corretor de seguros para se manter. Por sua vez, Macu acabou trilhando caminhos obscuros. Os três amigos se reúnem em uma festa surpresa de aniversário. Uma situação aparentemente simples ganha contornos maiores com conflitos do passado e um dilema de vida ou morte.

Clube do Suicídio – (Alemanha) – Ao nascer do sol, cinco pessoas se encontram no topo de um arranha-céu para se jogar lá de cima. Eles não sabem os nomes uns dos outros, nem os motivos que os levam a se matar dessa forma. Compartilham apenas o medo de que algum deles pule a qualquer instante. Uma série de situações imprevistas os obriga a passar um dia inteiro na cobertura do prédio. Aos poucos, a rejeição inicial entre eles se transforma em uma aliança imprevista.

O Garoto de Liverpool – (Canadá, Reino Unido) – John, um jovem inteligente e solitário, vive pelas ruas da agitada Liverpool sonhando em ser como o rei Elvis Presley, tentando encontrar seu papel no mundo. Criado pela tia Mimi, ele encontra no rock um lugar para expor seus dilemas e sua energia. Ao lado de Paul, seu amigo mais próximo, que esse garoto de Liverpool conquistou o mundo com sua genialidade.

Transfer – (Alemanha) – Hermann e sua mulher Anna estão no fim da vida e sonham em começar de novo. Em um sanatório, cientistas alemães apresentam a eles a oportunidade de comprar os corpos de Apolain e Sarah, dois africanos jovens, bonitos e saudáveis, que decidiram vender seus últimos bens para assegurar a sobrevivência da família na África. Graças ao Transportador de Personalidade, Hermann e Anna controlam esses corpos 20 horas por dia. Nas quatro horas restantes, depois que Hermann e Anna dormem, Apolain e Sarah podem assumir o controle de suas próprias vidas.

Vips – (Brasil) – Quantas personalidades cabem dentro de um só homem? Desde pequeno, Marcelo da Rocha tem muita dificuldade de viver com sua identidade. Seu maior prazer é imitar as pessoas e se passar pelos outros. Alimentando o sonho de aprender a voar e tornar-se piloto como o pai, Marcelo foge da casa da mãe e começa a maior aventura de sua vida, cada vez se passando por uma pessoa diferente. Até dar o maior golpe de sua vida: fazer-se passar pelo empresário Henrique Constantino, filho do dono da companhia aérea Gol, em uma grande festa no Recife.

Site da Mostra: http://br.mostra.org/ Nele você pode encontrar todas as infos sobre horários das sessões, locais de exibição e valores dos ingressos.

Um mês!

Um mês se passou desde meu último post. Não por falta de idéias eu deixei de escrever, essas sempre brotam da minha fértil imaginação, mas pela falta de interesse em retornar esse espaço. Tenho preguiça de escrever, mas este é o único meio que tenho para me expressar, desabafar, surtar e coisa que o valha.

Não irei entrar em detalhes da minha vida por aqui, mas mudanças drásticas aconteceram. Todas para melhor. Planos novos, amigos novos, tudo novo. E nada como arrumar o próprio armário para que coisas novas surjam. Possa soar até estranho da minha parte, mas estou levando em consideração praticar ballet contemporâneo, apenas para expressar a vontade que sinto de executar as coisas através da dança.

Dança que é um assunto que tenho uma admiração mas não conheço quase nada. Mas sempre pensei em ver nos palcos uma versão “dançada” de Discovery, disco clássico do Daft Punk. Porque não?! Seria uma adaptação do filme Interstella 5555: The 5tosy of the 5ecret 5tar 5ystem.

Ou talvez uma leitura de um romance qualquer que use as músicas do disco como pano de fundo. Isso me faz lembrar uma peça que assisti no teatro Fiesp. Uma adaptação de O retrato de Dorian Gray, de Oscar Wilde. Uma banda ficava ao palco, e na primeira cena,  o ator entra ao som de Nirvana. A peça se desenrolara utilizando músicas atuais, para uma história retratada no século passado.

Idéias como essa sempre assolam a minha mente, mas eu divago…


%d blogueiros gostam disto: