Arquivo mensal: maio 2010

Terceiro Surto – Frustração

 
 
 
           Frustração…. esse é o sentimento, depois de mais uma eliminação. Depois do apito final, eu não senti vontade de chorar, eu não senti raiva, não senti vontade de nada, fique estagnado na frente da tv, querendo não acreditar naquilo que as minhas retinas acabaram de registrar. Fogos espocavam pelo céu, gritos dos torcedores adversários quebravam o silêncio da noite, e minha mente processava tudo aquilo que acabara de acontecer. Tal devaneio foi interrompido quando o celular tocou, era minha mãe, sabia que eu estava em casa, mas quis se certificar, afinal de contas ela sabe do meu fanatismo, depois de alguns minutos de conversa, ela solta aquela frase arrebatadora, que irrompe o céu como uma bomba provocando uma hecatombe ” não ligue para isso, é apenas mais um jogo”. Aquilo faz com que meu estomago queria ser regurgitado, a cabeça explode, mas tenho que engolir aquela frase espinhosa, afinal de contas é a minha mãe, e não posso dar uma resposta qualquer, um “está bem, eu estou tranquilo” já é o suficiente para acalma-la. Desligo o telefone, e o celular toca, desta vez é a namorada, e as mesmas perguntas se repetem ” tem certeza que você está bem?” ” não esquenta a cabeça, eles agora estão todos juntos jantando em uma churrascaria, e você ae sem sono, tendo que acordar cedo amanhã para trabalhar, e pagar suas contas” ” o Corinthians não te sustenta” E por um minuto, você quase joga seu relacionamento para os ares. Mas a cabeça está em outro plano, você sabe que todas aquelas frases são verdadeiras, mas não quer entender, é como saber que um ente querido partiu dessas para melhor, mas você não se conforma.
           As mulheres JAMAIS entenderão este sentimento que assola o universo masculino, futebol para mim é religião sim, sou ogro e tenho isso em mente sim, “mulheres se tem aos montes, mas o Corinthians é ÚNICO”. E tenho a certeza que torcedores de outros times pensam como eu, quando a pelota rola, a coisa mais importante são aqueles onze guerreiros em um campo de batalha, que defendem as cores de seu time, como defendessem um império da invasão napoleônica, a dor de um gol tomado é como uma lança perfurando o nosso peito, e se este gol for motivo para uma eliminação de campeonato então, a cicatriz ficará na pele para sempre. Futebol puro e genuino é assim, nada de bussines ou contratos milionários, é aquele que se disputa com raça, com amor, seja no Camp Nou, ou na Javari, o objetivo tem que ser único, o GOL. O futebol hoje está todo distorcido, por vários motivos, mas o sentimento do torcedor, continua sendo um só, e isso deve ser levado em conta. O time que respeitar a opinião e entender o amor de sua torcida pelo time, já começa qualquer jogo ganhando de 1×0.
%d blogueiros gostam disto: